Você esta em Historias :
A Poção Mágica da Clarinha

A Poção Mágica da Clarinha

Autor: Emílio Carlos

Era uma vez uma bruxinha chamada Clarinha. Clarinha gostava de tudo que tinha: do chapéu da vassoura e da varinha.

Clarinha vários amigos tinha: o sapo Quequé, o corvo Janjão e a joaninha Tininha. Um dia Clarinha pensou e pensou e disse assim, com aquela carinha:
- Eu vou é fazer uma poçãozinha.

E decidiu fazer uma poção mágica com tudo que tinha. Colocou baba de aranha, piolho de morcego e até uma abobrinha. Colocou meias com chulé, pelos de rato e uma folha de mato bem pequenininha. Depois mexeu e mexeu, e foi fazendo sua poçãozinha. A poção ferveu e ferveu até ficar prontinha.

- Mas para que serve essa poçãozinha? – era a dúvida que ela tinha.
Então pegou um pouco da poção com uma colherinha. O sapo não quis beber, muito menos a joaninha. O corvo saiu voando com medo da poçãozinha.
- Da última vez eu virei humana! Argh! – disse fugindo a aranha Zinha.
E a bruxinha ficou sozinha, só ela, a poção e a varinha.
- Puxa, ninguém me ajuda! – disse ela assim meio tristinha.

E decidiu jogar fora sua poçãozinha.
Jogou pela janela e ficou meio assim, olhando sua varinha.
Foi quando se ouviu um barulho que lá de fora vinha.
A poção caiu numa moita e transformou em gigante a moitinha.
Suas folhas gigantes pareciam tentáculos querendo pegar a bruxinha.
Mais do que depressa Clarinha correu pra fora da casa com a varinha.
E fez a mágica mais forte, mais poderosa que ela tinha.

A moita se riu e disse assim:
- Não adianta nada, sua bruxinha! Agora eu vou comer você com um pouco de farinha!
Tudo parecia perdido para a assustada bruxinha.
Foi quando apareceu a Bruxa Tinha, que era tia de Clarinha.
Vinha voando na sua vassoura voltando da casa da Bruxa Finha.
Ela disse umas palavras mágicas e a moitona virou moitinha.
Clarinha suspirou aliviada e contou tudo para a sua tia Tinha.
E prometeu que nunca mais ia fazer essa poçãozinha.

Math+- é um excelente game educacional para as crianças aprenderem matemática!


Clique no icone abaixo para baixar para iPhone e iPad




Clique no icone abaixo para baixar para Android e Tablet

Emílio Carlos

emiliodicarlos@yahoo.com.br

Emílio Carlos tem 42 anos e é pai de 2 filhos, os primeiros a ouvirem suas histórias e canções. Possui histórias infantis publicadas na Revista Nosso Amiguinho e no site PapaCaio, além do texto teatral Era Uma Vez Uma Bruxa... publicado na Revista de Teatro da SBAT. Está divulgando junto à Editoras o kit de livros BICHOS, BICHINHOS E BICHÕES. Os livros O Menino que Caiu no Buracão e A Turma do Jardim estão em fase de ilustração.

No Teatro se dedica às crianças desde 1988, tendo montado 5 peças teatrais infantis que estiveram em temporada pelos Estados de São Paulo e Minas Gerais, incluindo a capital paulista.

Na Cia Dos Bonecos ele é o autor dos textos, o diretor dos espetáculos e um dos atores. Dessa forma atua em todas as fases do processo teatral, indo da criação do texto à apresentação ao público mirim. O sucesso alcançado pela Cia dos Bonecos se deve ao carinho e dedicação ao público, desenvolvendo durante anos uma linguagem destinada à criança dos dias de hoje.

Sua experiência como educador apóia o seu trabalho no Teatro, na Literatura, na Música e Cinema, sempre com um grande respeito pelo público e consciente da responsabilidade de quem trabalha com os pequenos. É um trabalho para crianças feito por quem gosta de crianças.